Contos Eróticos

[+18] Conto erótico: Gozamos, os três juntos

Escrito por LoveCenter
Compartilhar

Gozamos, os três juntos

Compartilhar
Compartilhar

Sempre gostei de receber as pessoas bem em nossa casa. Então, como ele havia preocupado apenas com a cerveja, levantei rápido e fui ao mercado comprar uns frios para eles irem comendo enquanto bebiam. Como fui com pressa, fui com um vestidinho velho mesmo, preto, curto, bem decotado, que usava para ficar em casa.

Ao chegar em casa o amigo já estava ali, fui cumprimenta-lo, e ele não hesitou em elogiar:  Nossa, o tempo passa e você está¡ cada dia melhor. Agradeci, fui preparar os tira-gostos e coloquei na mesa, pedi desculpa por me ausentar pois precisava tomar um banho, já que dormi a tarde toda. Ao dizer isso olhei para ele e recebi uma piscada€¦ Pensei que fosse coincidência ou uma brincadeira e fui. Depois do banho, devido ao calor, coloquei uma saia preta, rodada, curta, com uma regata cinza, bem leve, e uma rasteirinha preta. Cheguei perto deles e meu marido me deu um beijo e disse: Hum, cheirosa, isso é para mim ou para ele? Não respondi, apenas rimos, me juntei a eles e fomos conversando casualidades.

O amigo nos contava de sua separação, sobre o relacionamento ter esfriado, e enquanto dava suas justificativas, usou-me de exemplo: Mesmo que eu recebesse visita, ela já não se importava, não se arrumava para ficar linda como sua esposa e levantar meu desejo. Essa frase foi suficiente para que meu marido ficasse excitado. Fui repor os frios que estavam na mesa e meu marido me seguiu com a desculpa de pegar cerveja, chegou perto de mim bem na minha nuca, e sussurrou: Eu adoraria ver você seduzi-lo. Olhei para ele com aquela expressão, como se dissesse que esperava apenas a deixa.

Voltei para a mesa, meu marido foi ao banheiro, aproveitei para começar: Nossa, mas ela perdeu muito (apertei-lhe as coxas) você está super bem! Neste instante percebi que ele tentou disfarçar o rubor. Dei um sorriso bem lerdo e falei: Não se envergonhe, aproveite! Ele me beijou com um aperto delicioso, um beijo rápido e delicioso. Ouvimos meu marido saindo do banheiro e voltamos aos lugares como se nada tivesse acontecido, claro que meu marido já imaginava.

Fui ao quarto, tirei a calcinha. Voltei e sentei-me de frente ao amigo, abrindo lentamente as pernas, ele já se perdia na conversa e não tirava os olhos de mim. Meu marido então chegou perto e me beijou, olhou para o amigo e disse: Parece que você não tira os olhos da minha esposa, ele totalmente envergonhado, pediu desculpas e fez menção de ir embora, ao que meu marido interferiu abrindo minhas pernas: tem certeza que vai deixar esse mulherão só pra mim?Passando a mão no meio das minhas pernas.

O amigo se aproximou, me levantou, empurrou-me contra a parede, e me deu um beijo forte, quente, ardente, com vontade, enquanto suas mãos passeavam por todo o meu corpo, levantando minha saia e apertando a bunda, outra mão em meus seios, os quais logo sentiram o calor de sua boca. Enquanto chupava meus peitos meu marido me beijava, o amigo com força me virou de costas, me entregando ao meu marido e alisando minha bunda, abria as nádegas e me devorava com os olhos, meu marido me abraçava beijando, e ele por trás me abraçou, passou as mãos entre eu e meu marido e enquanto uma apertava-me os seios, a outra subiu minha perna colocando-a no sofá para massagear meu clitóris. Que sensação, queria ser possuída pelos dois. Em momento algum imaginei que aquilo poderia acontecer, mas estava me deliciando, eu estava refém dos dois.

Meu marido foi me soltando aos poucos para observar aquela cena, e o amigo já me jogou no sofá e veio me fazer um oral delicioso, o esposo não se conteve, abriu as calças e colocou o pau na minha boca. Não sabia se chupava ou gemia, era um misto de desejo, enquanto engolia meu marido, rebolava naquela boca deliciosa, até que ele não se conteve, se levantou, não sei como meu marido já havia colocado sobre o sofá um pacote de camisinhas, pegou uma, colocou no seu pau em uma rapidez incrível, abriu minhas pernas e, com as mãos me massageava e veio penetrando deliciosamente. Colocou tudo, e ficou parado me observando, como quem está se contendo para não gozar, respirou um pouco, e enquanto isso meu marido gozou em minha boca, engoli tudo rapidamente e ele sentou para observar. O amigo começou um vai e vem que me fazia tremer, gemer, eu já não tinha controle sobre minhas pernas, sobre meus movimentos. Como ele metia gostoso. Ele se curvou e me beijou, colocando tão fundo que me fazia delirar, colocou seu rosto bem proximo ao meu ouvido e apenas respirava, ofegante, como aquilo me deixou louca. Olhei para meu marido e o mesmo já estava duro de novo alisando o pau. O amigo percebeu e saiu de cima de mim, se deitou e pediu para que eu viesse por cima, mal sentei e ele já apertou minhas costas para que nossos peitos ficassem bem apertados um contra o outro, e meteu freneticamente, eu queria gritar mas ele tapou firmemente minha boca, olhou para meu marido e perguntou se ele queria meu cuzinho. Eu não pude me manifestar, não tinha mais controle sobre meu corpo, meu marido chegou perto, e quando passou a mão sentiu que meu cuzinho estava bem molhado, como que lubrificado, se posicionou enquanto o outro me apertava, e com calma e controle, colocou devagarzinho, eu não podia me manifestar, mas se pudesse com certeza seria um gemido de prazer, um prazer único e indescritível, após um tempo de tesão sentindo os dois dentro de mim, gozamos, os três juntos, eu não conseguia acreditar. O amigo se arrumou, agradeceu a recepção, e se foi.

Como eu disse no começo, adoro receber bem minhas visitas.

Enviado por email : Bruna -Minas Gerais

Envie também seu email cheio de tesão para imprensa@lovecenter.com.br

 

Compartilhar

Sobre o autor

LoveCenter

Loja de acessórios adultos, 22 anos de mercado. Visite nossa webstore (www.lovecenter.com.br) ou uma de nossas unidades -
LOJA 1 Av. Presidente Tancredo Neves, 900 Ipiranga - São Paulo - SP CEP: 04287-010 Fone: (11) 2063-9299
LOJA 2 Av. dos Bandeirantes, 4969 Vila Olimpia - São Paulo - SP CEP: 04071-0111 Fone: (11) 2619-0807

Comente

Receba as Novidades

Compre pelo Celular